O jornalismo não trata de política cultural

A cultura ainda faz parte da ementa diária dos jornais portugueses. Mas o essencial das notícias culturais concentra-se em acontecimentos ou indivíduos. Os jornalistas raramente acompanham processos, políticas ou instituições.

Os assuntos relacionados com política cultural estão muito pouco presentes na primeira página. Em 2010, a política apenas originou 24 peças na totalidade da nossa amostra, correspondente a 2,9% do total de notícias culturais publicadas na primeira página dos 6 jornais analisados – Público, Diário de Notícias, Jornal de Notícias, Correio da Manhã, Expresso e revista Visão.
O Público foi o jornal que mais se destacou, publicando 15 das 24 peças encontradas. Em rigor, nem todas essas peças são sobre política cultural – na maioria das vezes, apenas envolvem responsáveis políticos por essa área, predominante ocupando cargos no Ministério da Cultura ou na Secretaria de Estado da Cultura, as instituições mais preferidas nas notícias recolhidas. Estão fortemente centradas em indivíduos, neste caso, os políticos, que representam 45,8% dos protagonistas, e têm maioritariamente na sua origem um conflito (33,3% dos casos).

artigo5

Na linha do que acontece com as restantes notícias sobre cultura, mas acentuando essa tendência, envolvem quase exclusivamente protagonistas portugueses (91, 7% dos casos) e dizem respeito a acontecimentos nacionais (representando 75% do total).
As notícias culturais estão muito centradas na atualidade (79.2%) e os jornalistas escolhem o género jornalístico da notícia (desenvolvida) como forma narrativa preferencial (45,8%). As fontes de informação dominantes são as oficiais, ligadas ao sector público, que representam 54,2%.

É de assinalar que os artistas também são consultados como fontes de informação, surgindo em 16,7% destas peças. Embora 50% recorra apenas a uma fonte de informação, em 37,5% das peças foram igualmente consultadas outras fontes, o que representa uma percentagem maior do que a que encontrámos para as restantes notícias culturais não directamente relacionadas com o tema da política.

A política cultural  é um dos temas do jornalismo cultural que tem alguma predisposição para “viajar” para fora da editoria de Cultura, visto que, apesar da maioria das peças serem escritas por jornalistas da cultura (58,3%), existem 33,3% de textos assinados por jornalistas de outras secções.

Público Gulbenkian

One Comment

  1. Pingback: Webshop expert