Política cultural sem imagens

A política cultural não é tema de primeira página com muita frequência, o que se reflete nas fotografias. No ano 2000 ainda encontramos 4% de fotografias na primeira página sobre este tema, ascendendo a 4,5% nas páginas interiores.

Já em 2010, as peças com fotografia ficam reduzidas a 1,1% do total de fotografias publicadas em primeira página. Nas páginas interiores a situação sobe ligeiramente para 2,6%.

A ilustração de temas de política cultural ainda é menos expressiva. Em 2000 temos apenas 1 caso em primeira página e 3 nas páginas interiores, em artigos sobre políticas culturais (equivalente a 3,5% das ilustrações). Em 2010 desaparecem completamente neste tema.

Também os políticos como protagonistas perderam visibilidade fotográfica. Em 2010, os políticos perderam o protagonismo relativo que ainda assim chegaram a ter em 2000: caíram para 3,3% com 9 menções na primeira página. Muito diferente das 24 peças equivalentes a uma visibilidade de 9% no início da década. Para ganharem visibilidade na área cultural, só mesmo se cantarem!

Comments are closed.